sexta-feira, 5 de setembro de 2008

3º As Bandas Mais Chapadas do Brasil


Júpiter Maçã ou Jupiter Apple, nome artístico de Flávio Basso (Porto Alegre, 26 de janeiro de 1968) é um cantor e compositor brasileiro. É ex-integrante dos Cascavelletes e TNT.

Seu primeiro disco solo, A Sétima Efervescência (1997), é calcado nos moldes de The Piper At The Gates Of Dawn, do Pink Floyd, com psicodelia e experimentação (e, por um leve momento, um prenúncio de sua obra ulterior, o final de "Sociedades Humanóides Fantásticas", uma bossa-nova psicodélica). As músicas desse disco são grandes referências do rock gaúcho. Contém algumas fixadas no imaginário underground, como "Um Lugar do Caralho" (regravada por Wander Wildner) e "As Tortas e as Cucas".

Após experimentar um grande sucesso com o lançamento desse disco, torna-se Jupiter Apple, compõe em inglês, e decide misturar bossa-nova e vanguarda. Muitos fãs não o entenderam, preferindo a psicodelia "simples" d'A Sétima. Essa mistura inusitada está muito bem feita no seu segundo disco, Plastic Soda (1999). Ele começa com uma canção de nove minutos, "A Lad And A Maid In The Bloom", que define o caráter inovador do disco.

Em 2002 é lançado Hisscivilization, o disco mais ambicioso (talvez incompreendido) de Jupiter Apple. Longas experimentações eletrônicas (destaque para "The Homeless And The Jet Boots Boy"), bossas elétricas e lounge, valsa, cítaras e MOOGs, condensados em momentos, ora de leveza, ora de paranóia. É seu disco mais hermético: se, para os que estavam acostumados com o rock and roll dos Cascavelletes, a Sétima Esfervescência já era algo inesperado (psicodelia em doses cavalares), a reação causada pelos dois discos da fase Apple são ainda mais dramáticas.

Em 2006 era esperado o lançamento do disco Uma Tarde Na Fruteira. Nele, o "Apple" volta a ser "Maçã", mas continua explorando o lado brasileiro e experimental, com músicas já eternizadas no subconsciente do underground porto-alegrense, como "A Marchinha Psicótica De Dr. Soup". Esse (ainda) não-lançado disco pode ser considerado o mais acessível do autor. De certa forma, tudo que já foi composto pelo Júpiter está resumido neste disco: desde canções mod sessentistas, levezas jazz, baladas domingueiras e bob-dylanescas, concretismos e timbres eletrônicos.

Discografia:
* A Sétima Efervecência - [CD - BR - 1996] Melhor álbum de Rock Gaúcho de todos os tempos!
* Plastic Soda [CD - BR,EUROPA - 1999]
* Hisscivilization [CD - BR,EUROPA 2002]
* Uma Tarde na Fruteira[CD - europa 2006, brasil 2008]
* Bitter [CD - 2007]
_____________________________________________________
Entrevista bizarra do Júpiter ao ig: YouTube
Downloads: Comunidade Oficial do Orkut


Comentem porra!

Abraço.

5 comentários:

Rafael disse...

Só banda foda, Renan é cult. Na próxima faz sobre Mutantes.

Chá das 6 disse...

Eu tava pensando em mandar Mutantes nessa já, mas sei lá, o Sá, Rodrix & Guarabyra já eram setentistas, resolvi mandar uma dos anos 90.

Rafael disse...

Mutantes é uma das melhores bandas do Brasil senão a melhor. Merecem uma homenagem... vê se faz na próxima.

Eu vi a entrevista que você postou ali, o cara tava MUITO chapado, muito hilário!

"- Como tá a agenta de vocês?"
"- A agenda tá ótima!"

aeuhaehueauheauhea

Chá das 6 disse...

auhehuaeuhae, esse video é demais, acho hilário a hora q o cara pergunta pra ele:

"júpiter, você usa drogas?"

e ele responde na maior cara de pau falando totalmente enrolado

"não, eu não uso drAgas" aeaahuhaeuh


quanto aos mutantes, vou pensar no teu caso muchacho. é uma ótima banda mesmo, minha preferida.

Punk Star disse...

one, two, three, four...

*para*


you say something?


auhauhuhauhauhauhahuuha